Economia

Foto: Divulgação

Mais de 41 mil atendimentos para 5.565 trabalhadores da construção civil, mercado mobiliário e seus familiares foram registrados na quarta edição do Dia Nacional da Construção Social – DNCS realizado durante todo o dia de ontem, sábado, 20. O número de atendimentos chegou a 41.812 ultrapassando a meta deste ano (25 mil atendimentos) mesmo sem alcançar a expectativa de público de 8 mil pessoas.

O evento foi realizado de forma simultânea em vinte e três cidades do Brasil e no Distrito Federal por iniciativa da Câmara Brasileira da Indústria da Construção Civil – CBIC, Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado do Tocantins – SINDUSCON/ TO, Serviço Social da Indústria da Construção Civil do Estado do Tocantins – SECONCI/TO e apoio do Sistema Fieto – Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Sesi e Senai).

Foram oferecidos gratuitamente cerca de 50 serviços nas áreas de cidadania, saúde, lazer, educação e cultura destinados aos trabalhadores da construção civil, mercado mobiliário e familiares. No Tocantins, as atividades aconteceram em Palmas, na Escola de Tempo Integral Padre Josimo.

José Maria Guedes trabalha como pedreiro na Construtora Talismã e trouxe mulher e filhos para o evento. Ao participar do circuito de saúde, no qual é aferida a pressão, feito teste de glicemia e calculado o Índice de Massa Corpórea, Guedes avaliou as atividades e disse que foi ótimo o atendimento, “achei o evento muito bom, tinha de tudo. Até prêmio eu ganhei [uma parafusadeira]. No ano que vem tô aqui de novo” (sic), garantiu. (Assessoria de Imprensa Fieto)