Polí­tica

Foto: Agência Câmara

A Câmara lançou, nesta quinta-feira, 15, o seu Novo Ciclo de Gestão Estratégica, que prevê indicadores e metas de desempenho até 2023, quando a instituição estará comemorando 200 anos de existência. O lançamento foi marcado por uma palestra do presidente do Grupo Gerdau e coordenador da Câmara de Políticas de Gestão do Conselho de Governo da Presidência da República, Jorge Gerdau Johannpeter, sobre o tema “Os Desafios da Gestão Pública”.

O evento foi aberto pelo Primeiro-Secretário da Casa, deputado Eduardo Gomes (PSDB), destacando a necessidade no momento de se aproveitar o trabalho que vem sendo realizado em todo o Brasil pelo empresário Jorge Gerdau sobre a melhoria na gestão pública, lembrando que a Câmara tem buscado corrigir distorções históricas em relação à adequação do plano de carreira do funcionalismo. Eduardo Gomes salientou ainda o Tocantins, por ainda ser o Estado mais jovem da Federação, tem muito o que absorver da experiência de Gerdau sobre a redução da ineficiência na gestão da máquina administrativa.

O empresário Jorge Gerdau lembrou que a tônica “fazer mais por menos”, que norteia a atividade privada, deve ser levada em consideração em qualquer planejamento de gestão, especialmente em uma instituição pública como a Câmara dos Deputados. Ele alertou que 40% do PIB brasileiro é consumido pelos gastos com a administração pública nas esferas federal, estadual e municipal e que, por isso, a Câmara precisa viver permanente processo de aperfeiçoamento de gestão, baseado em metas e indicadores, para não desperdiçar recursos nem conhecimento acumulado.

O primeiro ciclo de gestão estratégica na Câmara teve início em 2004. De lá pra cá, vários programas foram implementados, com impacto direto nos processos internos e melhorias na qualidade e amplitude dos serviços prestados à população. Exemplo disso são os projetos de educação continuada, de gestão do conhecimento e de criação da TV Câmara Digital.

O evento desta quinta-feira também teve a participação da Primeira Vice-Presidente do Senado Federal, senadora Marta Suplicy (PT-SP); do Vice-Presidente do Tribunal de Contas da União, Ministro Augusto Nardes; e do Secretário de Planejamento e Orçamento do Distrito Federal, Edson Nascimento. (Assessoria de Imprensa Eduardo Gomes, com informações da Agência Câmara).