Estado

Foto: Divulgação

A Setas – Secretaria do Trabalho e da Assistência Social reuniu na tarde desta quinta-feira, 22, representantes de entidades ligadas às políticas públicas indigenistas para traçar diretrizes para a ação emergencial de combate à fome em aldeias do Tocantins. Estiveram presentes o coordenador regional da Funai, Clésio Fernandes, a coordenadora Ivaneizilia Noleto, e a equipe técnica do Dsei - Distrito Sanitário Especial Indígena no Tocantins. Além de representantes das secretarias da Educação, da Saúde e da Justiça e Direitos Humanos.

Segundo o secretário da Setas, Agimiro Costa, o principal objetivo da reunião é unir forças para realizar um trabalho efetivo com as comunidades indígenas. “A princípio estamos pensando uma ação emergencial. Precisamos saber quem são as comunidades em situação mais grave e qual o tipo de atendimento é necessário. Para fazer esses apontamentos convidamos as pessoas diretamente ligadas aos indígenas”, explica Agimiro.

Na reunião, os técnicos do Dsei e Funai apontaram as comunidades Apinajé e Krahô como sendo os casos mais críticos de carência nutricional. Segundo o técnico indigenista da Funai, Fernando Schiavim, a principal carência da população é de proteína e explica: “A principal fonte de proteína para eles era a caça e a pesca, mas estas estão escassas. Por isso precisamos repor as proteínas seja por meio de feijão, fava, ovos ou charque”.

Além de apresentar as carências emergenciais das comunidades, os participantes se comprometerem a formalizar um documento contendo as principais necessidades indígenas que precisam ser resolvidas a médio e longo prazo. A exemplo de estradas, assistência técnica para auxiliar nas plantações e criação de animais nas aldeias, questões relacionadas ao alcoolismo, entre outras.

Baseada nas deliberações deste primeiro encontro, a Setas traçará um plano de ação e pretende, com a ajuda dos parceiros, atender de forma emergencial as comunidades em situação de carência alimentar e nutricional do Estado. A próxima reunião da equipe de trabalho ficou marcada para o dia 04 de outubro, na sala de reuniões da Setas, a partir das 14h30. (Ascom Setas)