Polí­tica

Foto: Clayton Cristus

Em entrevista ao Conexão Tocantins na manhã desta quarta-feira, 28, o deputado Raimundo Palito (PP) frisou que sua permanência no partido depende ainda de uma conversa com o presidente regional da sigla, o deputado federal Lázaro Botelho. De acordo com ele, no entanto, ideologicamente, sua vontade é de permanecer no seu partido de origem.

Palito informou que tem pensado em deixar os quadros do PP no Tocantins, mas que, sua história dentro do partido pesa no momento da decisão. “São cinco eleições com o mesmo partido. Faz parte da minha ideologia”, completou.

A conversa com o presidente estadual do PP, segundo Palito, deverá acontecer ainda neste final de semana. Dela depende o futuro partidário do único deputado estadual pepista no Tocantins. “Eu vou conversar com o Lázaro. E dependendo da minha conversa com ele, eu defino se permaneço ou saio do PP”, disse.

Eleição 2012

Não é apenas sua permanência no partido que está indefinida por Palito. Seu apoio nas eleições municipais de 2012 ainda tem direção. O deputado, que é natural de Araguaina, destacou que todos os pré-candidatos na cidade tem qualidades para se elegerem no ano que vem. “Eu continuo independente. Vou discutir as eleições municipais só no ano que vem”, destacou.

Solange Duailibe

Já a deputada Solange Duailibe (PT) informou que sua intenção é de permanência no Partido dos Trabalhadores. Contudo, destacou que na política muita coisa pode mudar em pouco tempo. “Hoje está decidido. Amanhã, quem sabe”, completou.

Esta incerteza, de acordo com a própria deputada se dá pelo passado recente de conflitos internos no PT do Tocantins que culminaram no pedido de expulsão dela e do prefeito de Palmas Raul Filho, pelo presidente da legenda, Donizeti Nogueira. “O PT hoje tem uma dificuldade. Existe uma direção que parece que quer que a gente saia”, disse.

No entanto, ainda segundo Solange, uma possível saída do PT não se daria por sua vontade. De acordo com a deputada, “existe um interesse nacional e nosso pela permanência. A menos que ocorra um fato novo e mude a nossa posição”, informou.

PSD na AL

Até o momento, o único deputado estadual que já trocou efetivamente de legenda para integrar o PSD foi o ex-DEM, Toinho Andrade. O deputado, aliás, mesmo antes da aprovação do PSD já havia destacado que acompanharia a senadora Kátia Abreu na nova legenda.

Atualizada às 11:21