Campo

Foto: Divulgação

O presidente do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Olimpio Mascarenhas, se reuniu na tarde desta quinta-feira, 29, em Palmas, com o presidente de Administração do Conselho da Vallecoop – Cooperativa dos Produtores do Vale do Araguaia, Násser Iunes. O encontro foi para firmar um termo de cooperação técnica para a organização da cadeia produtiva do leite na Região do Vale do Araguaia.

O objetivo da parceira é promover o desenvolvimento regional sustentável da atividade leiteira, por meio da ampliação dos serviços de assistência técnica, capacitação dos cooperados e montagem de projetos de captação de recursos.

De acordo com Násser Iunes, para fortalecer a produção de leite entre os produtores do Vale do Araguaia será utilizado o Projeto Balde Cheio, que já é aplicado em 40 propriedades rurais, em todo Estado. A metodologia consiste em transferir novas tecnologias para o desenvolvimento da pecuária leiteira em pequenas propriedades. “Foi feito um diagnóstico em 17 municípios da região e constatamos que todos têm potencial para a produção de leite. Porém, faltam a eles assistência técnica, crédito e tecnologias adequadas. Com a implantação do Projeto Balde Cheio, o cenário será outro e a produção poderá aumentar em até quatro vezes”, explica.

O presidente do Ruraltins, Olimpio Mascarenhas, destaca que além da assistência técnica, o órgão promoverá cursos e oficinas junto aos pequenos criadores. “Queremos promover uma mudança de comportamento do produtor em relação à cadeia produtiva do leite, para que tenham rentabilidade e forneçam um produto com mais qualidade”, afirma.

Termo de cooperação

O termo de cooperação assinado entre as duas instituições, que tem duração de dois anos, começa a valer a partir da data de assinatura e beneficiará mais de 4.300 pequenos agricultores do Vale do Araguaia, em assentamentos e propriedades rurais. (Ascom Ruraltins)