Campo

Foto: Divulgação

O Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Agrário, apresentou na manhã desta sexta-feira, 15, o programa de fomento ao plantio de seringueira no Tocantins, com o lançamento do polo de produção da seringueira, na microrregião do Cantão. O lançamento aconteceu, no auditório da Faculdade Antônio Propício Aguiar, na cidade de Pium, conhecida como a região do Cantão. O programa, nesta primeira fase atenderá 1.200 agricultores familiares de três microrregiões do Estado, Cantão, Meio-Norte e Sudeste.

Para o secretário estadual da Agricultura, Jaime Café, essa é uma atividade econômica que é altamente rentável, principalmente para a agricultura familiar. “A cultura da seringueira é mais uma oportunidade de geração de renda para os pequenos produtores. Para tanto, o governo do Estado lança estes três polos de produção no intuito de estimular essa cadeia produtiva do agronegócio tocantinense”, destacou.

Ao fazer a apresentação dos polos, o secretário pontuou as fases de implantação do programa mostrando, em detalhes, o funcionamento desta primeira etapa que vai até 2015. “Atualmente o Estado possui 1.840 hectares de seringueira plantados, mas nestes próximos três anos queremos aumentar para mais de cinco mil hectares. A nossa intenção é propiciar às propriedades rurais uma renda mensal previsível e com isso melhorar a qualidade de vida do homem no campo e reduzir o êxodo rural”, disse o secretário Jaime Café.

Segundo o superintende de Energias Limpas, da Secretaria do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Olímpio Mascarenhas, estes polos que estão sendo lançados são mais um compromisso do governo do Estado em promover atividade de geração de renda para o homem do campo. “É um programa que além de ser mais uma alternativa na geração de economia, busca também a inclusão social na sustentabilidade ambiental”, enfatizou.

Segmento

Para o andamento das ações de execução dos polos, existe um cronograma a ser seguido para os próximos anos: capacitação, gestão e logística infraestrutura e acompanhamento. Para tanto, a Seagro firmou uma parceria com a Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, o Ruraltins – Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins, Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio as Micros e Pequenas Empresas e o Senar – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural. Os próximos polos serão implantados em Natividade no mês de agosto e, em Santa Fé, em setembro. (Ascom Seagro)