Polí­tica

Foto: Divulgação

Os órgãos e entidades com atuação relacionada ao trânsito no Tocantins tiveram, nesta última terça-feira, 18, a oportunidade de debater, juntos, a violência associada ao tráfego de veículos, apresentando diagnósticos sob a ótica de suas respectivas áreas, debatendo as ações em curso e delineando metas de enfrentamento a essa violência. A ocasião: uma audiência pública realizada pela Assembleia Legislativa, que se iniciou às 15h e adentrou a noite, gerando, entre outros resultados, a proposta da instalação da Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro.

Na ocasião, o diretor geral do Detran-TO, coronel Júlio César Mamede, caracterizou a violência no trânsito como um problema real, com tendência natural a se agravar, em nível local e global, à medida em que cresce a frota de veículos. Nesse sentido, ele informou que a frota do Tocantins evoluiu 485% nos últimos 11 anos, atingindo 434 mil veículos, quase metade desse total sendo de motocicletas, que são mais suscetíveis a acidentes graves. Inclusive, Araguaina e Palmas estão entre as 10 cidades do país com maior proporção de motos, segundo disse o diretor geral, citando estudo do IBGE.

“Cabe-nos, então, agir, conscientizando os antigos condutores e formando os novos com mais responsabilidade e rigor”, completou Mamede. Nesse sentido, o Detran-TO tem atuado em duas frentes contínuas: a educação para o trânsito e a fiscalização por meio de blitzen, inclusive com a instalação recente da Coordenação de Policiamento do Detran-TO.

Para 2012, o órgão pretende dinamizar a educação para o trânsito com o início de novos programas. Só no ensino fundamental, a meta é atingir mais de 120 mil estudantes a partir do próximo semestre letivo. O alcance quanto ao ensino médio e superior ainda está sob estudo.

Entre as ações de maior impacto a médio prazo, o diretor geral do Detran-TO destacou também o funcionamento dos Centros de Formação de Condutores (CFCs) sob novas regras a partir de fevereiro, segundo determinações da Portaria nº 1.700 do Detran-TO, publicada em setembro.

Mamede anunciou ainda a reestruturação das Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans), apresentando o projeto arquitetônico para a construção de suas sedes. Também noticiou para até fevereiro um curso de formação de mototaxistas, que será gratuito e beneficiará profissionais de todo o Estado.

Chamamento
O diretor geral do Detran disse estar consciente de que o órgão está cumprindo suas responsabilidades legais, chamando a população a colaborar, compartilhando o que chamou de “responsabilidades sociais”, que incluem a mudança de atitudes dos indivíduos com relação ao trânsito.

Autoridades
Na mesa de autoridades da audiência pública, tomaram assento representantes do Detran-TO, das secretarias estaduais de Segurança Pública, Educação e Saúde, das polícias Militar e Rodoviária, do Ministério Público Estadual, do Conselho Estadual de Trânsito e das prefeituras de Palmas e Gurupi, além de parlamentares. (Assessoria de Imprensa Detran)