Educação

Foto: Edivan Cavalcanti Assinatura do termo ocorreu durante programação da II Semana Acadêmica e da XVIII Jornada de Iniciação Científica da Unitins Assinatura do termo ocorreu durante programação da II Semana Acadêmica e da XVIII Jornada de Iniciação Científica da Unitins

Nesta quarta-feira, 23, segundo dia das atividades da II Semana Acadêmica e da XVIII Jornada de Iniciação Científica da Unitins (Fundação Universidade do Tocantins), o reitor em exercício, Fernando Spanhol, e a coordenadora de assuntos brasileiros do CNAM (Conservatoire National des Arts et Métiers), Mônica David, assinaram protocolo de cooperação técnica entre as duas instituições.

Por meio do termo, acadêmicos e servidores técnico-administrativos da Unitins poderão participar de programas de intercâmbio da instituição francesa e vice-versa. “Em 2012, trabalharemos para viabilizar os meios e os recursos necessários para a ida de nossos alunos e servidores para o exterior”, afirmou o reitor em exercício. Antes da assinatura do protocolo, Mônica David ministrou palestra sobre “Europa: intercâmbio, projetos possíveis e países emergentes”.

Em sua fala, a tocantinense, bacharel em Relações Internacionais e com Doutorado em Direito Tributário, explicou sobre os diversos tipos de intercâmbio oferecidos pelo CNAM, instituição de ensino pública, voltada à formação continuada; profissional; superior; pesquisa tecnológica aplicada e difusão da cultura científica e técnica. Mônica, que há 20 anos reside na França, contou ainda sobre sua experiência com alunos brasileiros nas universidades da Europa.

A palestrante também destacou as diferenças entre as instituições brasileiras e francesas, principalmente, no que tange a forma de ensino das disciplinas. Segundo ela, por aqui o tempo dedicado a cada matéria é maior, mas lá é obrigatório estudar, pelo menos, dois meses, em outro País.