Turismo & Lazer

Foto: Divulgação Melhor infra-estrutura aeroportuária é um dos gargalos do turismo no País Melhor infra-estrutura aeroportuária é um dos gargalos do turismo no País

Nesta temporada de verão, o turismo brasileiro deve registrar um crescimento expressivo, se comparado ao mesmo período do ano passado. “A expectativa é boa. O crescimento esperado é de 15% a 20% em relação ao verão do ano passado”, explica o conselheiro e ex-presidente da Abav (Associação Brasileira de Agências de Viagens), Carlos Alberto Amorim Ferreira.

O conselheiro alerta que existe um descompasso entre o aumento de turistas no País e a infra-estrutura necessária para recebê-los. “Os portos melhoraram, mas o movimento cresceu tanto que ainda não estão preparados. Nos aeroportos, menos ainda. O turismo está crescendo, mas a infra-estrutura não está acompanhando. Todas as obras que foram feitas até o momento ainda representam muito pouco em relação às necessidades”, comenta Ferreira.

Turismo no Brasil

Segundo a Agência Brasil, dados do Ministério do Turismo mostram que, até novembro deste ano, 8,263 milhões de turistas estrangeiros desembarcaram no País, contra 7,212 milhões em 2010, com alta de 1,050 milhão de visitantes de fora no período.

De acordo com os dados, nos desembarques domésticos, o crescimento foi ainda mais expressivo. Até novembro de 2010, o turismo interno aéreo representou 61,759 milhões de passageiros. De janeiro a novembro de 2011, foram 71,768 milhões, um crescimento de 10 milhões no período.

Empresários

De acordo com a Associação, o empresário precisa oferecer atendimento de qualidade ao visitante desde o momento que ele chega, até o embarque. Dessa forma, será possível evitar a formação de filas nos aeroportos, que às vezes duram horas.

Segundo a Associação, esses cuidados contribuem para deixar uma ótima impressão, fazendo com que o turista não só deseje retornar, mas também que faça divulgação positiva do Brasil. “O principal da propaganda é o boca a boca. Todo mundo que vem e gosta, além de pretender voltar, recomenda para os amigos. Dependendo da sorte ou do azar na chegada ou na saída, pode atrapalhar o crescimento”, comenta o conselheiro. (Infomoney)