Educação

Foto: Divulgação Para Arrhenius Naves, todo o potencial de comunicação governamental deve ser utilizado para promover a educação Para Arrhenius Naves, todo o potencial de comunicação governamental deve ser utilizado para promover a educação

A utilização da Redesat como principal canal de acesso ao Acerte os Ponteiros com o Enem, curso preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi destacada pelo presidente da Fundação Rádio Difusão Educativa do Estado do Tocantins e secretário da Ciência e Tecnologia, Luiz Carlos Borges da Silveira e pelo secretário da Comunicação, Arrhenius Naves, durante entrevista coletiva de lançamento da segunda edição do cursinho pré-vestibular.

Segundo Borges da Silveira, a utilização da TV pública para exibição de programas educativos segue os objetivos do governador Siqueira Campos, de preparar principalmente os jovens para o mercado de trabalho. Além disso, o presidente adiantou as mudanças que a radio e TV terão a parir de agora. “A Redesat passará a ter horários para agricultores, música, arte local e regional, programa para mulheres, jovens e terceira idade em parceria com a Universidade da Maturidade, enfim, vamos procurar fazer com que a Redesat seja a TV que vai fazer a grande integração do Estado do Tocantins, tudo isso ao levarmos seu sinal a todos os municípios, que é nossa meta”, enfatizou.

Para Arrhenius Naves, todo o potencial de comunicação governamental ou não, deve ser utilizado para promover a educação. “É através da educação que as pessoas tornam-se capazes de aproveitar as oportunidades que passam à sua frente e a educação é também o futuro de qualquer país. Então temos que usar os meios de comunicação públicos e privados para levar a educação a todo o Estado e a Redesat tem um papel fundamental, por ser uma emissora educativa”, destacou.

As mudanças na programação da Redesat beneficiarão pessoas como a estudante Jória Mírian Alves, de 16 anos que por estudar em turno integral, não tinha disposição para acordar às 5h50 da manhã e assistir a primeira edição do Acerte os Ponteiros com o Enem. “O programa passava muito cedo, então recorri à internet”, afirmou. (Secom)