Polí­tica

Foto: Divulgação

Depois da resposta do PTN para declarações através de nota o ex-presidente do partido Júnior Luiz voltou a se manifestar sobre a condução do partido onde reafirmou que a insatisfação atinge a maioria dos filiados. “A insatisfação é 100%, ninguém consegue falar com ninguém. Não adianta falar que é diferente”, retrucou.

A direção do PTN comandado por Cinthia Ribeiro, esposa do senador João Ribeiro negou qualquer tipo de insatisfação no partido e argumenta que há diálogo com todos os que procuram o partido. “Ela (Cinthia Ribeiro) não sabe de nada. Quem manda no partido é o João Ribeiro”, disse.

Para o partido, as declarações de Júnior Luiz são apenas para gerar um fato político e o ex-presidente não está apto a falar pelo partido. “Eu continuo filiado ao partido, o PTN hoje é um partido forte que eu criei. Nunca deixei de fazer política tenho recebido e-mails, visitas e muitos relatos de insatisfação”, voltou a reafirmar. O ex-presidente cobrou ainda uma ta que teria sido anuciada pela atual gestão de filiar um deputado estadual e um federal no partido. "Até agora isso não aconteceu", frisou.

O ex-presidente dessa vez voltou-se contra o senador João Ribeiro. “O João Ribeiro é que manda no partido, ele está fazendo o PTN como moeda de troca para ganhar musculatura política com isso. Quem está satisfeito com o PTN é apenas quem recebe pela Câmara ou pela prefeitura de Palmas”, salientou.

O partido informou que está fazendo uma agenda de reuniões para discutir as eleições deste ano. A movimentação nos bastidores contra a atual gestão continua, segundo Júnior Luiz.