Polí­tica

Foto: Divulgação

Na manhã desta terça-feira, 06, o deputado José Geraldo de Melo Oliveira (PTB) recebeu em seu gabinete a vereadora Ivanete Ribeiro (PTB), o presidente da Câmara de Aparecida do Rio Negro, Assis Coutinho, o vereador Vanderlei, vereador Joaquim Mauro e o vereador Jorge Brasil, todos do município de Aparecida do Rio Negro.

O intuito da reunião era que o deputado interviesse junto ao governo para evitar a construção de uma Casa de Prisão Metropolitana no município de Aparecida do Rio Negro.

Segundo a vereadora Ivanete existe um Projeto do governo para a construção da Cadeia Pública Metropolitana de Palmas, localizada à margem da TO-020, Km 38, no município de Aparecida do Rio Negro. “Se é uma cadeia Metropolitana de Palmas, não pode ser construída em nosso município ou nas proximidades”, defendeu Ivanete.

Ainda segundo os vereadores, nessa área que o governo pretende construir a cadeia, existe um projeto para a construção de uma Agrovila e uma Escola Técnica Agrícola, no qual a Faculdade Católica do Tocantins mostrou o interesse de investimento.

Os representantes de Aparecida alegam ainda que a segurança do município ficará comprometida com a instalação da cadeia: “Como o portal de entrada para o Jalapão, grande ponto turístico do nosso Estado, irá abrigar um presídio?”, alegou a vereadora.

José Geraldo considerou oportuna a reivindicação: “É importante vermos as autoridades do município preocupadas com o bem estar social. Vamos encontrar, através do diálogo entre os poderes, a solução mais plausível para o estado e município”, disse o deputado.

Após a reunião no gabinete, o deputado intermediou uma audiência com o secretário Estadual da Justiça e dos Direitos Humanos, Djalma Leandro, para tratarem do assunto.

Justiça e Direitos Humanos.

Durante a audiência com o secretário da Justiça e dos Direitos Humanos, Djalma Leandro, os vereadores de Aparecida do Rio Negro expuseram a situação de medo que um presídio gera na população, além da inconveniência da escolha do local, por já ter outro Projeto para a área.

Em resposta, Djalma explicou que aquela foi a melhor área encontrada no estado, segundo técnicos que realizaram a inspeção. Djalma também defendeu os benefícios que a Unidade de Ressocialização poderá trazer para Aparecida, se disponibilizando a esclarecer à população local qualquer dúvida relacionada ao presídio. (Assessoria de Imprensa)