Estado

Foto: Divulgação Carlos Amastha é pré-candidato a prefeito de Palmas Carlos Amastha é pré-candidato a prefeito de Palmas

O empresário e pré-candidato a prefeito de Palmas pelo Partido Progressista, Carlos Amastha, se posicionou contrário à iniciativa do deputado estadual Marcelo Lelis (PV) que propõe estudos para desmembrar o distrito de Luzimangues, do município de Porto Nacional, para depois avaliar uma possível anexação ao Plano Diretor de Palmas.

O distrito está localizado a pouco mais de 5 km de Palmas, na margem oeste do lago da capital, do outro lado da Ponte FHC e a aproximadamente 50 km de Porto.

Amastha afirma que, o que Lelis está fazendo tem caráter eleitoreiro, ou está querendo resolver problema de especuladores que venderam lotes no distrito. Segundo ele, “já que está feita a barbaridade (venda de milhares de lotes no distrito)”, pela proximidade e pela falta de gerenciamento, os municípios consortes do lago da UHE Lajeado deveriam se unir e formar a região metropolitana com municípios banhados pelo lago e que orbitam a capital.

Hoje existe o CI – Consórcio Intermunicipal do Lago Lajeado que é presidido pelo prefeito da capital, Raul Filho. O CI abrange os municípios de Miracema do Tocantins, Lajeado, Porto Nacional, Brejinho de Nazaré e Palmas, e, tem o objetivo de pontuar os problemas causados nas cidades impactadas pela construção do lago da UHE Lajeado.

Para o empresário e pré-candidato, criando-se a região metropolitana, poderia a partir daí desenvolver políticas integradas em áreas de serviços públicos específicos como transporte e saúde. Segundo ele, deve-se procurar um diálogo direto com as autoridades de Palmas. “Não podemos tratar o tema de forma irresponsável, vamos consolidar isto como região metropolitana”, defendeu.

Amastha ainda defende que a criação do Instituto de Planejamento Urbano da capital poderia tratar do relacionamento com os municípios vizinhos e favorecer a integração de políticas públicas.

Líderanças de Porto Nacional

As lideranças de Porto Nacional também tem se mostrado contrárias à iniciativa do deputado Marcelo Lelis. O vereador peemedebista no município, André Costa, é um dos que manifistou repúdio contra a iniciativa de desmembramento.

A iniciativa de Lelis parece não encontrar guarida nem mesmo entre os lideranças amigas como é o caso do pré-candidato a prefeito de Porto Nacional, Otoniel Andrade (PSDB), que esta semana também manifestou preocupação com o debate proposto pelo deputado do Partido Verde.