Estado

Foto: Divulgação

É realizado durante toda esta segunda-feira, 18, no auditório da Unitins, em Palmas, o segundo encontro entre representantes dos Governos Federal, Estadual e Municipal e empresários, em busca de elaborar o plano de logística e desenvolvimento da Ferrovia Norte Sul. O evento segue até às 18h e tem como principal objetivo fazer com que a Ferrovia não apenas passe pelo Tocantins, mas agregue valores e contribua para que os produtos sejam valorizados e cresça o número de empregos.

Durante o encontro, o governo estadual busca informações das empresas para promover as políticas necessárias para atender a demanda gerada com a obra e segundo o secretário da Indústria e Comércio, Paulo Massuia, “as empresas também devem passar informações uma para as outras, pois a ideia é esta: que haja uma interação entre as empresas, já que uma depende da outra em termos de pessoal, consumo de energia elétrica, capacitação entre outros fatores”, afirmou, acrescentando que no primeiro evento foram focados os pátios de Aguiarnópolis e de Porto Nacional/Palmas e agora o foco são os de Gurupi, Guaraí, Araguaína e Colinas.

Para o representante da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), responsável pela administração do Porto de Itaqui, Daniel Vinet, o evento é de suma importância PIS permite que eles conheçam o que o Estado do Tocantins e seus investidores precisam e assim o Porto consiga de forma ordenada atender a todas as cargas. “Estamos desenvolvendo um planejamento que atenda a demanda do corredor logístico da Ferrovia Norte Sul, pois somos a porta de saída natural de cargas como desenvolvimento de florestal, cana de açúcar e grãos. Com esta previsão de crescimento estamos crescendo nossas infraestruturas e em todos os setores”, destacou.

Segundo a coordenadora geral do Ecoporto de Praia Norte, Sandra Kramer, as expectativas são as melhores em relação aos debates, porque sua localização é estratégica para exportação via hidrovia. “Temos buscado conhecer todo o mercado tocantinense e dos estados vizinhos para termos as adequações necessárias e uma delas é um ramal de Aguiarnópolis a Praia Norte, para facilitar o escoamento, já solicitamos isso no primeiro encontro e estamos buscando isso novamente”, enfatizou. (Secom)