Polí­tica

Foto: Divulgação

A eleição em Paraiso do Tocantins, neste ano, será disputada por cinco candidatos que tentam chegar ao Paço Municipal no dia 7 de outubro. Um deles, já tem no curriculo experiência na Câmara Federal e no Palácio Araguaia de onde governou o Estado do Tocantins por um mandato. Moisés Avelino (PMDB) também já governou o município enquanto o Tocantins ainda fazia parte do Estado de Goiás. Para sua campanha, Avelino frisou que retorna à disputa municipal com humildade e projetos de desenvolvimento comercial para a cidade.

Em visita ao site Conexão Tocantins, o ex-governador e ex-deputado federal frisou que sua candidatura não é por vaidade de quem está ausente do cenário político com um mandato. “Se fosse eu tentaria ser governador, senador, presidente da República”, completou bem-humorado. Ele admite que ficou isolado depois das eleições de 2010 quando apoiou Siqueira Campos (PSDB) em detrimento do candidato de seu partido, Carlos Gaguim (PMDB). “Eu fiquei sem palanque depois da eleição de 2010. Agora acho que posso contribuir com minha experiência política e de vida”, disse.

Antes de colocar suas propostas e projetos para a população, contudo, o ex-governador ainda precisará aguardar pela homologação de sua candidatura junto à Justiça Eleitoral. A chapa roi registrada ontem, mas com a greve do setor, Avelino admite que a campanha deverá iniciar com um certo atraso. “Acredito que antes do dia 15 não poderemos fazer campanha”, salientou.

Desenvolvimento

Um forte fator de desenvolvimento para a região da cidade polo do meso-oeste do Estado é a chegada do centro multimodal da Ferrovia Norte-Sul, localizado na divisa entre os municípios de Paraiso, Palmas e Porto Nacional. O ex-governador informou que já vem se reunindo com o empresariado local para traçar seu plano de gestão dos recursos que a chegada de grandes empresas e centenas de funcionários poderá gerar para o município. “Temos que ter um plano de desenvolvimento para Paraiso não se transformar simplesmente em uma cidade-dormitório”, completou.

Um destes projetos já confirmados pelo candidato do PMDB será a duplicação da BR-153 que corta a entrada de Paraiso e é o principal portal de entrada de produtos e serviços para a cidade e região. “Se cruzarmos a rodovia de Araguaina a Gurupi, veremos que só o trecho de Paraiso não foi duplicado. Eu já me reuni como senador João Ribeiro (PR) para vermos a possibilidade de duplicação”, apontou.

Em sua composição, o ex-governador tem como candidato a vice-prefeito, o empresário Ary Arraes (DEM) que informou a tranquilidade com que o político tem negociado com a classe empresarial local. “Nós do setor empresarial estamos muito confortáveis com esta parceria com o Avelino. Esta parceria irá funcionar muito bem”, frisou.