Polí­tica

No terceiro bloco do debate realizado pela TVE Tocantins na noite desta segunda-feira, 1º, o diretor de Jornalismo da Fundação de Radiodifusão Educativa –Redesat, o jornalista Clédiston Ancelmo frisou aos participantes que o tema seria livre para as perguntas entre os candidatos.

Como Carlos Amastha do PP não compareceu e foi o primeiro a ser sorteado, a deputada Luana Ribeiro do PR teve dois minutos para se pronunciar. “Quem está numa disputa dessa tem que vir aqui debater”, começou alfinetando a ausência de Amastha. A candidata aproveitou o tempo pedindo a reflexão dos eleitores com relação ás propostas apresentadas. “ Não estamos fazendo nenhuma proposta mirabolante”, frisou.Luana argumentou ainda que é preciso que uma mulher cuide da capital.

Na próxima rodada Professor Adail do PSDC perguntou ao Dr Luciano sobre a saúde: ‘é arrogância ou maturidade sua dizer que só você faz?”. Dr Luciano disse que o fato de dizer que somente ele pode mudar a saúde é devido a seu conhecimento e não um ato de arrogância. “ Sou médico há 10 anos, sou professor do curso da UFT e por isso tenho conhecimento de causa”, argumentou. Na réplica, Adail insistiu:“ Percebe-se que é uma arrogância”, reafirmou. `Para Adail, é preciso que o próximo prefeito entenda de administração em todas as áreas principalmente na saúde. “ A saúde é um problema de gestão”, completou. Em seguida Dr Luciano discordou da fala de Adail.

Marcelo Lelis em seguida perguntou para professor Adail sobre a aplicação da Ficha Limpa para os cargos do poder executivo. O candidato do PSDC concordou com a iniciativa e defendeu o critério para nomeações na prefeitura. Na réplica Lelis disse que a ficha limpa é um compromisso que assumiu e pediu que a população avaliasse o passado dos candidatos. Adail reforçou a fala de Lelis e deu várias indiretas se referindo a Carlos Amastha.

Seguindo com o sorteio, Fábio Ribeiro perguntou para Abelardo sobre como ele pretende desburocratizar a emissão de alvarás e de projetos. Segundo o candidato do PSOL muitas vezes as formalidades são em razão da falta de profissionalismo de alguns servidores. Na tréplica Ribeiro falou que faltam profissionais em algumas secretarias para um atendimento mais rápido.

Na próxima rodada Luana Ribeiro fez a pergunta que seria para Amastha caso ele estivesse presente. A republicana questionou sobre a construção do Parque Bosque das Borboletas ao lado do Capim Dourado Shopping.

Abelardo cutucou Marcelo Lelis quando teve a chance de fazer uma pergunta ao pevista e disse que ele e Amastha são parecidos. O candidato do PSOL perguntou como Lelis vai manusear o orçamento. “ Sou completamente diferente do candidato que está ausente”, rebateu Lelis que usou seu tempo para pedir apoio para sua candidatura. “Vocês são iguais porque são descendentes de pessoas ricas e eu sou descendentes de pessoas pobres”, insistiu Abelardo na réplica ao continuar comparando Lelis com Amastha.

A última pergunta foi feita por Dr Luciano para Fábio Ribeiro que questionou sobre as ações do adversário na área de Infra-Estrutura. Ribeiro disse que é preciso preservar nascentes e concluir as obras e melhorar o sistema de macrodrenagem. Dr Luciano na réplica falou que é preciso modernizar com a construção de cisternas de captação.

O bloco seguiu para o quarto bloco.