Economia

Foto: Divulgação

Na pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor – PEIC, realizada pela Confederação Nacional do Comércio – CNC em parceria com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Tocantins, ficou constatado que cerca de 50 mil pessoas, representando as famílias palmenses, estão endividadas. Em relação ao período anterior, agosto registrou um nível de endividamento de 74,3%, uma queda de 4%, caindo também o número de pessoas que não terão condições de quitar suas dívidas, de 403 para 132.

 O cartão de crédito ainda é apontado como o maior vilão (73,9%), seguido pelas dívidas com Carnês (36,9%) e Financiamento de carro (29,1%). Em contrapartida, houve um aumento das contas em atraso, que foi de 9,3% em julho, para 12,9% em agosto. Dos que possuem contas em atraso, 53,1% afirmaram que terão condições de quitar totalmente seus débitos, 45,4% parcialmente e apenas 1,5% não terão como pagar suas dívidas.

 A pesquisa levantou, ainda, que a parcela da renda comprometida representa entre 11 e 50% dos ganhos, para 74,2% dos entrevistados, e 13,3% desses endividados já comprometeram mais de 50% da renda com o pagamento de contas.

 De acordo com o presidente da Fecomércio Tocantins, Hugo de Carvalho, o consumidor está mais cauteloso nesse período por já ter contraído dívidas anteriores. “Para o segundo semestre as avaliações do mercado preveem uma alta no consumo, até porque se aproximam datas em que se consome mais, como dia das crianças e festividades de fim de ano, e  isso pode ser um dos motivos para a população reduzir seus gastos”, comenta o presidente.

 (Com informações da Assessoria)

Por: Redação

Tags: Fecomércio, Hugo de Carvalho