Estado

Foto: Divulgação

A Companhia de Energia Elétrica do Estado do Tocantins (Celtins) assumiu o compromisso de efetuar o pagamento da antecipação do Programa de Participação nos Resultados (PPR) nos próximos dias 30 de outubro e 30 de novembro e os trabalhadores desistiram de entrar em greve.

Depois de muitas discussões e argumentações entre o interventor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) junto à Celtins, Isaac Pinto Averbuch e a diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Eletricidade no Estado do Tocantins (STEET), na tarde dessa terça-feira, 2, chegaram a um consenso, propondo que 58% dos trabalhadores com menores salários receberão o benefício no dia 30 de outubro e os demais no dia 30 de novembro.

A proposta foi apresentada em Assembleia da categoria, nesta manhã, 3 de outubro e acatada por cerca de 93% dos trabalhadores, que decidiram não deflagrar mais a greve.

Histórico

Os trabalhadores da Celtins decidiram entrar em greve, após o interventor da Aneel, junto à Celtins, informar que não teria recursos para pagar o adiantamento do PPR, até o dia 30 de setembro e que só voltaria a sentar com o sindicato para tratar do assunto em 14 de novembro.

Desde a implantação do Programa, em 2007, o adiantamento é pago no final de setembro. Antes da intervenção da Aneel, a Celtins firmou o compromisso com seus empregados de efetuar o pagamento dentro do prazo, o que levou a maioria dos trabalhadores fazer compromisso com o valor de R$ 1.400,00.   

Embora, o interventor, Isaac Pinto Averbuch tenha admitido que não pagaria no dia 30 de setembro, por falta de recursos, a direção do Steet entendi que o pagamento de compromisso com os empregados deve ser priorizado sobre qualquer outro compromisso. (Ascom Steet)