Campo

Foto: Juliano Ribeiro

Clima favorável e preços valorizados compõem o cenário para que o Brasil possa cultivar a maior safra da história. Segundo o Canal Rural o Brasil pode superar os Estados Unidos e se tornar o maior produtor de soja no mundo, devendo colher quase 82 milhões de toneladas de grãos. No Tocantins produtores aguardam a chegada do período chuvoso para o início do plantio da safra 2012/2013, que promete ter excelentes resultados movimentando o setor.

Em todas as regiões do Estado o trabalho no campo vai ganhando força, apesar do tempo seco. A expectativa dos produtores é que se o clima colaborar a semeadura comece no início de novembro. De acordo com o coordenador de Desenvolvimento Vegetal da Seagro – Secretaria Estadual da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, José Américo Vasconcelos, a previsão de área para esta safra será de quase 900 mil hectares, nos plantios de milho, soja, arroz, abacaxi, banana, maracujá e coco. “Haverá aumento de área principalmente na cultura de soja devido ao cenário mundial, que alia valorização no mercado e a demanda crescente”, pontua.

Segundo o coordenador, o produtor inicialmente faz a análise de solo para verificar a necessidade de calagem e adubação. "Em seguida faz a distribuição e incorporação do calcário e preparo do solo. Depois é esperar as chuvas, o solo atingir o ponto ideal de umidade para o plantio, e aguardar a germinação da semente”, explica. Vasconcelos acrescenta ainda que, a maioria dos produtores adquire insumos e defensivos com antecedência para garantir melhores preços.

Exigências

Vasconcelos diz que para a aquisição de sementes os órgãos oficiais estabelecem padrões de qualidade destinados à comercialização, por isso, é aconselhável sua aquisição de fonte idônea, registrada segundo a Legislação vigente. “O produtor também deve estar atento na escolha das variedades, que sejam adaptadas ao clima, solo e condições regionais. De acordo com o objetivo e planejamento do plantio, faz-se a opção do ciclo da semente a ser plantada, se longo, médio ou curto”, complementa o coordenador.

Se o plantio for com mudas, como o abacaxi, banana, maracujá e coco, é fundamental o uso de material propagativo de alta qualidade para aumentar as chances de êxito na exploração comercial. Para obter mudas de boa qualidade, estas devem ser provenientes de plantas sadias, livres de ataques de pragas e doenças. “Portanto, é de suma importância saber a procedência das mudas para obter assim melhores condições de desenvolvimento, obtendo bons frutos”, lembra Vasconcelos.

Previsão do tempo

Segundo os meteorologistas do INMET – Instituto Nacional de Meteorologia o clima na região está sob a influência do fenômeno El Ninho e o tempo seco deve prevalecer. Após a segunda quinzena de outubro, a temperatura continua em alta e com baixa umidade, e as chuvas deverão ocorrer de forma isolada e irregular, o que não garante umidade suficiente ao solo para a instalação das lavouras. (Ascom Seagro)