Estado

Foto: Divulgação

A decisão de incluir o Tocantins no horário de verão foi do governador Siqueira Campos (PSDB), como confirmou ao Conexão Tocantins o secretário de Comunicação do Estado, Arrhenius Naves nesta terça-feira, 16. A justificativa principal é adaptar o Tocantins com o horário de Brasília.

O Ministério de Minas e Energia incluiu o Tocantins através do Decreto 6558 atendendo solicitação do governador feita pelo ofício 379 de 15 de junho de 2012. O pedido do governador aconteceu mesmo depois do Estado ficar fora do horário de verão desde 2008, por força das reivindicações da população que não se adaptou à mudança. 

O secretário pontuou também que o horário de verão trará redução no custo da energia no Estado e vai padronizar com os horários bancários e de voos. Um decreto publicado no Diário Oficial desta terça-feira confirmou a inclusão do Estado.

O horário de verão começa no domingo (21) vai até 17 de fevereiro de 2013. Segundo o Governo Federal durante o período há redução média de 5% no consumo de energia elétrica no horário de pico, que vai das 18h às 21h.

À meia-noite de sábado para domingo, os moradores do Tocantins terão que adiantar o relógio em uma hora. Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e  Distrito Federal também fazem parte do horário.

Origem

O horário de verão ou DST (Daylight Saving Time) teve início nos Estados Unidos em 1784, por iniciativa de Benjamin Franklin. No Brasil, o horário foi instituído pela primeira vez no verão de 1931/1932. Em 1985, depois de 18 anos sem sua instituição, a prática de adiantar os relógios em uma hora foi novamente adotada em razão da queda do nível de água nos reservatórios das hidrelétricas.