Campo

Foto: Divulgação

A Adapec - Agência de Defesa Agropecuária inicia os preparativos para o inquérito soroepidemiológico da PSC - Peste Suína Clássica, em criatórios de suídeos do Tocantins. A Ação, realizada a cada dois anos seguindo exigências do Mapa – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, visa comprovar a ausência de atividade do vírus da PSC para a manutenção do status sanitário de zona livre da enfermidade.

As atividades do inquérito iniciam no dia 07 de novembro com a previsão do término para 17 de dezembro de 2012. Aproximadamente serão coletadas 3.500 amostras de sangue dos suídeos acima de oito meses idade, em 320 criatórios no Estado, sorteados aleatoriamente pelo Mapa. “Após a colheita de sangue, o material será enviando ao laboratório oficial do Mapa, o Lanagro de Minas Gerais para diagnóstico”, disse a responsável técnica pelo Programa Estadual de Sanidade de Suídeos da Adapec, Jakeline Almeida Lemos Vernier.

Cerca de 40 equipes de profissionais da Agência estarão diretamente envolvidas no processo e percorrerão 115 municípios do Estado. O último inquérito foi realizado em 2010.  “Este levantamento é um benefício à atividade, pois assegura a sanidade do plantel e a qualidade da produção. Estamos há 11 anos livre da Peste Suína Clássica e, engajados numa vigilância sanitária ativa”, ressalta o presidente da Adapec, Marcelo Aguiar Inocente.

A população de suídeos no Tocantins conta com mais de 271 mil animais.

Peste Suína Clássica

APeste Suína Clássica(PSC), também conhecida como febre suínaou cólera dos porcos, é uma enfermidade contagiosa e muitas vezes, fatal aos suínos, causada por vírus. Os principais sintomas são: depressão e febre alta, hemorragias, regiões avermelhadas, entre outras. (Ascom Adapec)