Estado

Foto: Divulgação

O titular da Secretaria para Missões Especiais, Darci Coelho, comentou ao Conexão Tocantins nesta terça-feira, 27, que não sabe o destino da pasta na reforma administrativa que o governo estadual vai promover no final deste ano. “ Pode mudar a denominação ou exonerar o secretário”, disse.

A Secretaria de Darci não consta no Portal da Transparência, e sendo assim não é possível acessar dados referentes à pasta. Segundo ele, por ser de caráter extraordinário a secretaria não tem servidores e não ordena despesas. “ A secretaria é vinculada à Secad”, frisou. O secretário disse que não tem servidores mas no Diário Oficial desta segunda-feira, 26, traz a remoção de uma servidora do Tribunal de Justiça para a pasta.

Ao invés da realização ou acompanhamento de missões especiais, Darci pontuou faz um trabalho jurídico.“Faço assessoramento jurídico ao governador”, disse.

Darci saiu do PT para se filiar ao partido do governador Siqueira Campos, foi o primeiro vice-governador do Tocantins na gestão do tucano, deputado federal por cinco mandatos e titular de diversas pastas em administrações estaduais e da Capital.