Polí­tica

Foto: Divulgação Vídeo mostra envolvidos sendo contidos por populares Vídeo mostra envolvidos sendo contidos por populares

O vereador do município de Nazaré, Valdonez Ferreira da Silva (PTB)  afirmou ao Conexão Tocantins que vai registrar um boletim de ocorrência para relatar a tentativa de agressão que sofreu nesta terça-feira, 4, na Câmara da cidade. O episódio, segundo a versão do vereador, começou quando ele se pronunciou da tribuna da Câmara cobrando que o presidente da Casa de leis, Jecimar Souza Noleto (PT) colocasse em votação a ata da sessão anterior.  “Eu estava usando a tribuna e o marido da candidata derrotada não respeitou e começou a tomar as dores do presidente e eu perguntei se ele era o presidente”, conta.

 A tentativa de agressão teria partido do ex-secretário municipal da Fazenda que é esposo da candidata derrotada na eleição , Maria Elvira Chagas de Araújo (PV), Pedro Leonardo de Araújo Filho. O ex-secretário é sobrinho do deputado Raimundo Moreira, presidente da Assembleia Legislativa. Um vídeo com o episódio mostra a briga.

 A discussão entre os dois começou dentro da Câmara e terminou do lado de fora da sede do Legislativo onde o vereador e o ex-secretário quase entraram em luta corporal mas foram contidos por outros parlamentares. O motivo do impasse foi a rejeição das prestações de contas do prefeito reeleito, Cleyton Paulo (PTB). Os vereadores de sustentação do prefeito alegam que o regimento não foi cumprido na votação do parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que rejeitou as contas do prefeito. Os vereadores ligados a Cleiton querem a anulação da votação na Câmara pela rejeição das contas alegando que por não houve o número suficiente de parlamentares para deliberar sobre o assunto.

 Para o vereador o episódio mostra que os adversários não aceitam o resultado das urnas. “Ele não aceita a derrota”, comentou. Alguns aliados do prefeito afirmam inclusive que o presidente da Assembleia estaria por trás da ação do sobrinho. O ex-secretário teria agredido verbalmente o vereador. “ Ele me chamou de analfabeto”, disse.

 O Conexão Tocantins tentou contato com o ex-secretário acusado da tentativa de agressão mas não obteve sucesso até o fechamento desta matéria.