Polí­tica

Foto: Divulgação Segundo Claudemir, o partido vai encaminhar documento ao prefeito Segundo Claudemir, o partido vai encaminhar documento ao prefeito

O PPS Metropolitano fez reunião na manhã desta sexta-feira, 4, onde deliberou que será encaminhado um documento ao prefeito Carlos Amastha (PP) questionando quais as indicações e sugestões que a legenda poderá fazer para a administração. O partido quer ainda uma resposta de outra solicitação que foi feita ao prefeito no mês de novembro onde os membros sugeriram indicações para algumas pastas.

“O partido vai encaminhar documento para o prefeito solicitando resposta a um documento que o partido já tinha encaminhado em novembro e além desta resposta estamos pedindo para que o prefeito coloque para o PPS em que áreas ele precisa da nossa contribuição”, informou o vereador do partido, Claudemir Portugal em entrevista ao Conexão Tocantins.

O partido sugere indicar nomes para as áreas de Ação e Desenvolvimento Social, Meio Ambiente e Serviços Públicos  e ainda a área de Trânsito e Transporte . “O PPS tem participação e colaborou com a conquista da eleição. O PPS tem interesse, tem pessoas qualificadas que podem ajudar na administração”, disse o vereador.

Para a Assistência Social Amastha já nomeou Maria Luísa Gomes. Na pasta de Meio Ambiente o vereador Valdemar Júnior foi o indicado.

Amastha reafirmou hoje ao Conexão Tocantins que a área de Segurança está á disposição do partido através do deputado Sargento Aragão, vice-prefeito eleito de Palmas.

Aragão

O deputado deve oficializar no dia 10 deste mês sua decisão de não assumir a vice-prefeitura. Aragão não foi à cerimônia de posse e fez várias críticas ao prefeito dizendo inclusive que ele esquecer a base que o elegeu.

Questionado sobre a postura de Aragão o vereador Claudemir comentou que a decisão é exclusiva do deputado e que Aragão vai confirmar no dia 10 deste mês.