Campo

Foto: Divulgação

O Tocantins foi o quarto Estado que mais cresceu no recebimento de embalagens, perdendo apenas para Alagoas, Pará e Rio Grande do Norte. Foi o que apontou o balanço final de recebimentos de embalagens vazias de agrotóxicos nas centrais e postos do Estado no ano de 2012. Os dados foram divulgados pela Adapec – Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins e o Inpev - Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias, nesta quarta-feira, 23.

Conforme os dados apresentados houve um crescimento de 87,2% na devolução de embalagens comparado com o ano de 2011. Em 2012 as centrais e os postos receberam 287.218 mil quilos de embalagens, sendo que destas 262.958 mil, foram consideradas limpas, e destinadas para reciclagem e 24.260 mil descartadas por estarem sujas. Já em 2011, foram recebidos 153.468 mil quilos de embalagens.

Segundo o coordenador de Inspeção Vegetal da Adapec, Carlos César Barbosa Lima, as embalagens consideradas sujas são aquelas que não passaram pelo processo correto de tríplice lavagem, ou são embalagens que não tem possibilidades de reciclagem por estarem contaminadas, e estas, são incineradas. Do total de embalagens coletadas, as sujas representam 8,4%.

A coordenadora Regional de Operações do Inpev no Tocantins, Ana Telma Maia Soares disse que o Tocantins obteve grandes avanços no recolhimento de embalagens. “Os números mostram que houve um crescimento na entrega de embalagens significativo no Estado. Esperamos que este número contemple a realidade local no campo, pois, trabalhamos para chegar a 100% na devolução”.

O presidente da Adapec, Marcelo Aguiar Inocente, destacou que este crescimento representa o compromisso da Agência, do Governo do Estado, do Inpev e dos produtores rurais em produzir com responsabilidade socioambiental.

“Estes dados são positivos para o Tocantins, pois, demonstram o esforço que a Adapec e outros órgãos parceiros vem desenvolvendo junto aos produtores rurais, por meio de um processo de educação e conscientização na busca de uma produção agrícola cada vez mais sustentável”.

O Tocantins conta atualmente com duas centrais de recebimentos de embalagens vazias, em Silvanópolis e Pedro Afonso, e mais quatro postos nos municípios de Tocantinópolis, Araguaína, Colinas do Tocantins e Lagoa da Confusão.

Dados Nacional

Em 2012 no Brasil, também houve um crescimento de 9,28% no número de recebimento de embalagens em relação ao ano anterior. Foram 37.379.301 quilos e em 2011 este número foi de 34.202.033 quilos.