Economia

Foto: Aldemar Ribeiro Ilenete Machado, Oziel Pereira dos Santos, Mazinho e Wagner Praxedes, durante anúncio da medida do governo Ilenete Machado, Oziel Pereira dos Santos, Mazinho e Wagner Praxedes, durante anúncio da medida do governo

O Governo do Estado, por meio do Instituto Divino Espirito Santo (Prodivino), reduziu a taxa de juros em mais de meio ponto percentual ao mês para os empréstimos feitos dentro do Programa de Assistência ao Servidor Público Estadual. Agora, a nova taxa de juro dessa modalidade é de 0,98% ao mês, enquanto a anterior era de 1,5% ao mês. Por ano, a taxa cai de 18% para 11,76%, uma redução de 6,24 pontos percentuais. 

A redução foi anunciada pelo presidente do Prodivino, Isamar Moraes Ribeiro, o Mazinho, na manhã desta terça-feira, 5, na sede da instituição, em Palmas. “Essa taxa de juros o servidor não vai encontrar em lugar algum. Queremos dar condições aos servidores para que eles possam fazer compras à vista ou mesmo quitar dívidas que tenham juros maiores”, ressaltou Mazinho, ao explicar que o limite de empréstimo é até R$ 8 mil, podendo ser maior em casos especiais.

Com a nova taxa, o governo também está retomando as operações de crédito do Prodivino, que tinham se encerrado em dezembro do ano passado. O novo percentual de juros já está em vigor.

Ao todo, o Prodivino tem em caixa R$ 8 milhões para disponibilizar em empréstimos para os servidores. Os empréstimos são feitos em até 60 vezes para servidores efetivos. Já para os comissionados, que precisam de um avalista efetivo para concretizar a operação, podem obter o empréstimo em parcelas que podem se estender até o final da atual gestão estadual. 

“Nós estamos atendendo uma determinação do governador Siqueira Campos de ajudar os nossos colegas servidores”, destacou Mazinho. 

Novidade

Além da diminuição dos juros, o Prodivino assinou convênio com o Tribunal de Contas do Estado (TCE). O acordo permite que os servidores do órgão de controle também possam ter acesso aos empréstimos do Prodivino, abrindo a possibilidade para cerca de 500 pessoas conseguirem os empréstimos a juros baixos. 

Presentes na assinatura do convênio, o presidente do TCE, conselheiro José Wagner Praxedes, o procurador de Contas, Oziel Pereira dos Santos, e a presidente da Associação dos Servidores do Tribunal de Contas (Astec), Ilenete Machado, comemoram a parceria.  

“Esse convênio é muito bom para nós servidores do TCE, tendo em vista que a taxa de juros é praticamente subsidiada pelo Governo do Estado”, frisou Praxedes. (ATN)