Educação

Foto: Manoel Lima

Com a junção das Secretarias Estaduais do Desenvolvimento Econômico e da Ciência, Tecnologia, a gestão das unidades de ensino agrícolas de Pedro Afonso e Natividade, que eram vinculadas à Ciência e Tecnologia, passam a ser de responsabilidade da Secretaria Estadual da Educação. O Colégio Agropecuário de Natividade e o Colégio Estadual Agrícola Dr. José de Souza Porto, de Pedro Afonso, devem passar por uma reestruturação pedagógica a fim de equiparar a grade curricular à das demais escolas agrícolas geridas pela pasta.  

Nesta última terça-feira (16), os diretores das unidades de ensino se reuniram com a subsecretária de Educação Básica, Leida Maria Menezes, diretores e superintendentes da Seduc. Mesmo com as adaptações, as atividades, nas duas escolas, aconteceram normalmente. “As aulas não serão interrompidas. O que vamos fazer é uma adequação ao nosso sistema, fazendo as mudanças e ajustes necessários à oferta de ensino técnico”, explica Leida.

O Colégio de Pedro Afonso atende 218 alunos com os cursos técnicos: Agropecuária, Açúcar e Álcool, Logística, e Zootecnia. Segundo a diretora da unidade, Cleonice Alves, os efeitos da nova gestão serão refletidos na aprendizagem. “Acredito que o desenvolvimento dos educandos e os resultados em sala de aula serão ainda mais satisfatórios”, enfatiza. 

O Colégio de Natividade tem 144 estudantes matriculados nos cursos técnicos: Agricultura, Agropecuária e Zootecnia. “Vamos nos empenhar para que essa mudança ocorra conforme planejado, dando continuidade às ações já desenvolvidas, agregado novos projetos e quem sabe novos cursos”, planeja o diretor da escola, Artur Ribeiro.