Estado

Foto: Divulgação

Representantes do Sindicato dos Servidores Públicos no Estado do Tocantins (SISEPE-TO) e outras entidades classistas se reuniram nesta terça-feira, 18, com o secretário de Estado da Administração, Lúcio Mascarenhas, para tratar do Plansaúde. A reunião foi solicitada pelos sindicatos, que vêm recebendo uma série de denúncias dos usuários do plano, afirmando que estão ficando sem atendimento nas redes credenciadas da Unimed em Imperatriz (MA), Gurupi e Araguaína.

 Na reunião, o secretário confirmou aos dirigentes sindicais que o atendimento em Gurupi e Araguaína está suspenso por pendências financeiras. Lúcio se comprometeu em regularizar os pagamentos até a próxima quarta-feira.

 Sobre o atendimento da Unimed Imperatriz (MA), o secretário disse que teria retornado na semana passada e que estuda a possibilidade de fazer um convênio direto com os profissionais do Maranhão.

 No último dia 04, o presidente da Unimed Imperatriz (MA), o médico Rômulo Lopes, relatou ao Sisepe-TO que os repasses do Plansaúde estavam sendo feitos com até 120 dias de atraso. Disse ainda que a situação ficou tão crítica, que o caso foi encaminhado a Unimed do Brasil e para a Unimed Norte-Nordeste, para providências.

 Recursos

Na reunião, o secretário também falou sobre a criação do Conselho de Administração do Plansaúde, responsável por fixar as políticas e diretrizes que gerem o plano e acompanhar a correta aplicação dos recursos. De acordo com Lúcio, o projeto de lei de criação do Conselho será encaminhado para a Assembleia Legislativa nos próximos dias.  

Pagamento

Outro assunto abordado na reunião diz respeito aos problemas com a mudança no sistema da folha de pagamento do Poder Executivo. Com a implantação do novo sistema, alguns servidores não receberam seus salários na íntegra e a Secad teve que gerar folhas suplementares.

 Sobre o caso, o secretário da Administração afirmou que retornarão ao contracheque dos servidores, informações como: margem consignável, carga horária, nível de progressão e parcelamento de empréstimos consignados. A previsão do Governo é que os problemas sejam solucionados até o fechamento da próxima folha. (Ascom Sisepe)

Por: Redação

Tags: Plansaúde, Sisepe, Unimed