Palmas

Foto: Divulgação

O secretário de Assuntos Jurídicos e interino de Transparência e Controle Interno, José Roberto Torres Gomes manifestou à Câmara de Palmas a intenção de comparecer na próxima terça-feira, 2, na Casa de Leis para prestar esclarecimentos aos vereadores sobre a contratação da Terra Clean, que motivou um pedido de abertura de CPI por parte de nove parlamentares, inclusive governistas.

“Não temos o que esconder, estamos querendo mostrar”, informou o secretário ao Conexão Tocantins. Ele promete esclarecer sobre alguns indícios de irregularidades apontados pelo relatório da própria pasta sobre a contratação e que motivou a saída do ex-secretário João Lira. “Não há má fé nem improbidade. Há apenas irregularidades de meio e não desvio de finalidade”, afirmou.

O secretário contou ainda que vai encaminhar para a Comissão de Finanças da Câmara e para o vereador líder da oposição, Iratã Abreu (PSD) a cópia do contrato da prefeitura com a empresa. “Não há nada a ser escondido”, garantiu.

A CPI ainda não foi instalada, o que depende da análise da Comissão da Casa.

A Prefeitura negou suposto indício de sobrepreço no contrato de limpeza pública com a Terra Clean apontada no relatório .