Polí­tica

Foto: Divulgação

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigará a Companhia de Energia Elétrica do Tocantins (Celtins), deputado José Roberto Forzani (PT), anunciou na manhã desta segunda-feira, dia 16, que a CPI vai se reunir no plenarinho da Assembleia Legislativa nesta terça-feira, dia 17, para aprovar um cronograma de atividades, bem como definir a oitiva dos personagens fundamentais. “Na reunião de amanhã, vamos aprovar o plano de trabalho que definirá visitas aos órgãos auxiliares, e também um roteiro de audiências para esclarecer os fatos que envolvem a Celtins”, anunciou.

Segundo Zé Roberto, os órgãos que serão visitados no decorrer dos trabalhos são o Tribunal de Contas do Estado (TCE), a Secretaria estadual de Segurança Pública, o Ministério Público Estadual (MPE), o Ministério Público Federal (MPF) e a Receita Federal (RF). “A problemática da energia no Estado do Tocantins é uma coisa inexplicável, pois somos um dos maiores produtores e exportadores e temos uma das contas de luz mais caras do país. Precisamos descobrir o que leva a esse fator”, criticou.

A investigação pretende também conhecer as causas de desvios de vultosos recursos na concessionária tocantinense, fato que chegou a provocar a intervenção local da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A “CPI da Celtins” tem como vice-presidente o deputado Wanderley Barbosa (PEN), e o parlamentar Stalin Bucar (PR) como relator. Integram ainda a comissão os deputados Freire Júnior (PSDB) e Eli Borges (PMDB).