Polí­tica

Foto: Divulgação

A proposta de três requerimentos a serem enviados à Secretaria Estadual da Fazenda, ao IBGE e ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) foi apreciada na reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI-Celtins), na manhã desta terça-feira, dia 24. O presidente da CPI, deputado José Roberto Forzani (PT), informou que a solicitação de servidores dos respectivos órgãos visa dar suporte técnico aos trabalhos.

Os deputados também aprovaram um quarto requerimento que solicita balanço financeiro à Celtins. Eles requerem ainda cópias do contrato de concessão para prestação dos serviços de energia entre o Estado e a companhia.

O valor das taxas repassadas ao consumidor pelos serviços da empresa constitui o ponto crítico da investigação. Os parlamentares apontam os supostos desvios de verba, cerca de 42 milhões de reais, por executivos da empresa como causa do aumento.

A comissão terá 120 dias, prorrogáveis por mais 60, para investigar e apresentar o relatório final, previsto para o segundo semestre deste ano.

Composição da CPI-Celtins

Membros efetivos:

Presidente: Zé Roberto (PT)

Vice-presidente: Wanderley Barbosa (PEN)

Relator: Stalin Bucar (PR)

Freire Júnior (PSDB) e Eli Borges (PMDB)

Membros suplentes:

Amália Santana (PT), Osires Damaso (DEM), José Bonifácio (PR), Iderval Silva (PMDB) e Raimundo Palito (PEN). (Dicom/AL)