Campo

Foto: Divulgação

Com a proximidade do período chuvoso no Tocantins, produtores de soja devem iniciar a preparação das novas áreas de plantio. Limpeza dos terrenos (incluindo retirada de raízes e pedras), aplicação de calcário, construção de terraços (curvas de nível pra evitar erosão), aração e gradeação do solo são algumas das providências que os produtores podem tomar antes no início das chuvas.

De acordo o engenheiro agrônomo da Secretaria Estadual da Agricultura e Pecuária (Seagro) Genebaldo Queiroz, com o fim do período do vazio sanitário, que encerra no dia 30 de setembro, onde é proibido o plantio de soja para evitar manifestação de pragas, os produtores só aguardam as chuvas para iniciar o plantio. “É necessário haver um volume por volta de 80 milímetros de chuvas, para que os produtores iniciem o plantio da soja”, informou.

Em conformidade com o prognóstico climático para os meses de setembro, outubro e novembro, do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), o período chuvoso no Tocantins está previsto para iniciar em meados de outubro.

Novas áreas

Segundo Genebaldo Queiroz, a previsão é que todas as áreas que foram plantadas com soja na última safra devem ser mantidas, além da incorporação de novos terrenos, que eram ocupados por pastagens. Os plantios de outras culturas no Tocantins, como o milho e sorgo devem ser iniciados a partir de dezembro.

Dados

Em conformidade com o 12º levantamento de grãos, para a safra 2012/13, da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o Tocantins colheu cerca 1,5 milhão de toneladas de soja. A área de plantio do grão foi de 549,6 mil há. (Ascom Seagro)