Estado

Foto: Divulgação

A greve dos bancários ganha força e sobe o número de agências fechadas na capital e no interior do estado. Até o momento trinta agências estão paralisadas em Palmas, onze em Araguaína e nove em Gurupi. Nas demais cidades já somam vinte e sete agências com os serviços suspensos.

O Sindicato dos Bancários do Tocantins (SINTEC) tem mobilizado a categoria, que reivindica melhores condições de trabalho e um reajuste salarial de 11,9%. “A greve é a única maneira de alcançarmos os nossos objetivos, de conseguirmos uma negociação justa com os banqueiros”, ressaltou o vice-presidente, Célio Mascarenhas Alencar.

De acordo com o presidente do Sintec a mobilização com a categoria não vai parar até que os banqueiros façam uma proposta de reajuste salarial justa e, caso ela seja aceita pela categoria. Enquanto isso o sindicato permanece com adesivaço nas agências de todo o estado para que toda a população tome conhecimento de que os bancários continuam de braços cruzados.

O Sindicato informa ainda que durante o período de greve apenas os serviços básicos funcionarão como compensação de cheques e os que podem ser realizados pelo auto-atendimento, nos caixas eletrônicos. (Ascom Sintec)