Polí­tica

Foto: Divulgação Gomes quer convidar Amastha para integrar grupo Siqueirista Gomes quer convidar Amastha para integrar grupo Siqueirista

De olho em 2014 e também na reestruturação política do grupo ligado ao governador Siqueira Campos começa a ser formatada a ideia de formação de de uma Nova União do Tocantins como assim intitulou o deputado federal licenciado Eduardo Gomes em entrevista ao Conexão Tocantins. A ideia, conforme ele relatou, é inovar para buscar reforçar os êxitos na formação do mesmo grupo. “É a opção de volta para o futuro. É voltar a colocar os projetos de Estado acima das pretensões pessoais”, explicou.

O “novo” grupo inicialmente é composto pelos partidos aliados do atual governo como o próprio PSDB, partido do governador e de Gomes, assim como o Democratas, o PSB, o PTB e o recém-criado Partido da Solidariedade (SDD) que já nasce com um número expressivo de lideranças políticas da base governista. A intenção é defender a possível candidatura do secretário de Relações Institucionais,  Eduardo Siqueira Campos. “Tudo caminha para isso”, confirma Gomes.

Gomes conta que os partidos e líderes políticos com pretensões para 2014 não devem atropelar as etapas até a definição das coligações e principalmente indicação dos candidatos. A busca e conversa com novos aliados para o grupo vai se intensificar após o dia 5 deste mês último dia para filiação de pretensos candidatos no próximo ano.

O deputado defende que o prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PP) seja convidado para integrar o grupo futuramente já que segundo ele o gestor vai ter muito peso político na disputa do próximo ano. Amastha e Gomes são amigos pessoais e o deputado é um dos principais intermediadores na relação entre o atual governo e a prefeitura da capital.

“Respeito muito o Amastha e acho que ele é uma liderança em ascensão e será o ponto chave para a eleição. Não tenho dificuldade de entender que ele é uma pessoa que pode ser convidada para o grupo”, afirmou.

Gomes analisa que politicamente o Estado passa por m momento de amadurecimento. “ O Estado faz 25 anos e com exceção da liderança mais testada nas urnas e que mais cargos ocupou, que é o governador Siqueira Campos tudo é muito novo. Todas as lideranças estão em formação. Estamos entrando num processo de amadurecimento político das outras lideranças e os quadros estão se reacomodando”, defende.

Rumo ao Senado

Gomes permanece no PSDB e reafirmou sua pretensão de disputar o Senado. “ Sempre respeitei os adversários e também os companheiros. Quero ser candidato ao Senado e não importa contra quem for”, afirmou. Ainda é muito cedo para definições mas no próximo ano Eduardo Siqueira pode ser o candidato ao Governo e Gomes para o Senado.