Estado

Foto: Divulgação

Uma equipe do Conselho Estadual do Idoso, ligado à Secretaria de Defesa Social, visitou nesta terça-feira, 15, o Abrigo João XXIII, em Porto Nacional, para verificar as condições de atendimento do local. No Abrigo moram 33 idosos, de vários municípios do Tocantins, sendo que alguns estão no local desde o ano de 1986.

Segundo o presidente do Conselho, André Luiz Gomes da Silva, o Abrigo sobrevive de recursos doados mensalmente por empresas da iniciativa privada e conta com o apoio da Prefeitura de Porto Nacional, que cede 03 funcionários para manter o local funcionando, e outros 23 são contratados pela própria entidade. “Embora haja essa estrutura, constatamos alguns problemas. No local, atuam apenas 02 cuidadores e 02 técnicas em enfermagem para atender diretamente essas 33 pessoas. Seriam necessários mais quatro cuidadores, além de fisioterapeuta, psicólogo e instrumentos de trabalho, para termos um atendimento ideal”, explica André Luiz.

Além disso, outra necessidade enfrentada atualmente é em relação à aquisição de medicamentos voltados a doenças mais complexas, que não podem ser adquiridos na rede pública de saúde, bem como fraldas geriátricas e artigos de alimentação.

Dos 33 idosos atendidos, 12 são do município de Natividade. “É preciso que os municípios que têm seus moradores no Abrigo também ajudem, assim como a Prefeitura de Porto Nacional, a manter o local”, destaca o presidente do Conselho do Idoso. Outro problema enfrentado pelos idosos é a falta de apoio por parte da família. Apenas quatro deles recebem visitas de parentes e nenhum deles colabora com os gastos do local, ou fazem doações de alimentos ou artigos de higiene.

Mais visitas serão realizadas pela equipe do Conselho Estadual do Idoso em outros municípios do Estado. “E as demandas que constatamos aqui no Abrigo serão levadas à reunião do Conselho, no próximo dia 13 de novembro. O próximo passo será entrar em contato com os municípios para que as Prefeituras ajudem o local a continuar atendendo os idosos”, finaliza André Luiz.(Ascom Sedes)