Polí­tica

Foto: Divulgação

Segundo o pré-candidato do PT ao Governo do Estado, Nicolau Esteves, existe no Tocantins vazio de políticas pública na relação institucional entre os municípios, o Estado e a União, tendo em vista, segundo ele, a ausência de ações do Governo Estadual nas cidades do interior. A constatação do petista aconteceu durante a passagem da “Caravana Popular - Encontros pelo Tocantins” na região Norte do Estado. A Caravana do Partido dos Trabalhadores está percorrendo todo o interior tocantinense e pretende visitar, até maio de 2014, todos os 139 municípios.

“Será muito importante para o nosso povo quando tivermos um governo do PT no Estado e um governo petista no País. Com a presidente Dilma no Palácio do Planalto, uma administração petista no Tocantins terá muito mais facilidade de conseguir recursos federais para o Estado”, pondera Esteves.

O petista disse ainda que, com o governo estadual “ausente e omisso”, quem auxilia os municípios do interior é o Governo Federal, referindo-se a ações e programas governamentais como Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, Luiz Para Todos, Compra Direta da Agricultura Familiar, Mais Médicos, Creche Pró-Infância, Assentamentos Rurais, disponibilização de maquinário agrícola e ônibus escolares, entre outros, que, segundo ele, estão proporcionando emprego e renda e melhorando a qualidade de vida das pessoas.

“Os municípios já não estão mais acreditando em políticas do governo do Estado”, acrescenta o ex-deputado federal Paulo Mourão, que também acompanha a Caravana do PT em suas jornadas pelo interior tocantinense. “Todas as pessoas têm suas expectativas direcionadas para o Governo Federal, porque não há mais esperança em relação ao Estado”, diz.

A falta de ações do governo estadual nos municípios, e a falta de sintonia com as políticas públicas do governo federal, têm alimentado o discurso petista que prega para as próximas eleições um alinhamento político entre o Palácio do Araguaia e o Palácio do Planalto. “Quando os governos federal e estadual atuam em sintonia, fica muito mais fácil avançar na implementação de ações em favor da população”, ressalta Nicolau Esteves, observando que, atualmente, o Estado do Tocantins não tem conseguido sequer aproveitar as políticas públicas da União, “por falta de planejamento e, muitas vezes, por desinteresse político”, diz. O resultado disso, segundo ele, é que o Estado do Tocantins não tem conseguido se desenvolver no mesmo ritmo do país. “Enquanto o Brasil vive o pleno emprego, o Tocantins ainda convive com altos índices de desemprego e falta de apoio a quem mais precisa”, conclui Nicolau Esteves.