Polí­tica

Foto: Divulgação

O relator do orçamento, José Augusto Pugliese (PMDB) afirmou na manhã desta quarta-feira, 4, que o orçamento proposto pelo governo do Estado está capenga. O prazo para a apresentação de emendas por parte dos parlamentares se encerra às 18 horas e depois o relator tem 15 dias para fazer seu relatório e submeter a aprovação dos parlamentares.

O deputado afirmou que o orçamento não prioriza as três áreas principais: Saúde, Educação e Segurança Pública. “Não há uma forma diferenciada de executar esses recursos”, afirmou. O secretário de Planejamento, Flavio Peixoto esteve na Casa de Leis nesta terça-feira, 3, onde explicou aos parlamentares sobre os índices que o governo encaminhou no orçamento. “O secretário não conseguiu nos convencer”, afirmou o relator.

Na segurança pública a diminuição no orçamento para a pasta é de mais de R$ 8 milhões. “A Segurança Pública está esquecida nesse orçamento”, frisou ao lembrar as péssimas condições estruturais da área no Estado.