Economia

Foto: Valério Zelaya

O Fundo Municipal de Desenvolvimento da Economia Popular e Solidária, ou simplesmente Banco do Povo, finaliza 2013 com R$ 1 milhão e 600 mil em caixa. A boa notícia foi repassada pelo diretor do órgão, Valdemar do Carmo Pereira, na tarde desta terça-feira, 10, enquanto finalizava os últimos empréstimos do ano.

De acordo com Pereira, as cobranças e renegociações de antigas dívidas foi o pivô deste aumento na arrecadação. “Quando a atual gestão assumiu o Banco do Povo o saldo em conta era de R$ 93 mil e nós só conseguimos aumentar este capital com uma revitalização das normativas do Banco e um trabalho árduo de cobrar a dívida dos inadimplentes”, avaliou.

O órgão, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Emprego (Sedem) disponibilizou neste ano um montante de R$ 573 mil para empreendedores a juros que variam de 0,8% a 1% ao mês. Deste total, todos estão com as faturas quitadas, o que significa que houve 100% de adimplência.

As últimas famílias a assinar o contrato em 2013 fazem parte do programa economia solidária. Foram até o banco pedir crédito para compra de gado de corte, criação de galinhas e aumentar a produtividade da lavoura de grãos, frutas e legumes. Cada um levou R$ 5 mil para custear os investimentos como é o caso dos irmãos Eldino e Eliézer José Alves. Ambos pretendem investir o recurso em gado de corte.

 “Com R$ 5 mil eu consigo comprar uma média de 6 vacas. Cada uma vai custar pra mim cerca de 800 reais e daqui a 90 dias, depois da engorda, consigo revender por  R$ 950. Meu lucro será de R$ 150 por cabeça. Este restante já dá para investir em mais vacas”, calculou Eldino, que é um dos produtores do Assentamento São João, em Palmas.

Nazaré Alves do Santos, também produtora rural do Assentamento São João pensa em aumentar a quantidade de galinhas caipiras que cria para consumo e comercialização e acredita que pode diversificar o negócio. “Quero comprar vacas, porque o dinheiro que recebo eu nem sempre consigo comprar leite. Com duas vacas a produção será suficiente para manter minha família”, comemorou a produtora.

A expectativa do Banco do Povo para 2014 é de um orçamento de R$ 1 milhão e 800 mil reais e a abertura de novos centros de atendimento. “Além desta unidade da Região Central, no próximo ano vamos disponibilizar atendimento também no Shopping da Cidadania, em Taquaralto, e no Centro de Apoio ao Turismo de Taquaruçu, neste caso o resultado de uma parceria entre a Sedem e a Agência Municipal de Turismo”, concluiu Pereira.