Polí­tica

Foto: Divulgação

Diante da incógnita neste momento político com relação a uma possível renuncia do governador Siqueira Campos muitas possibilidades são aventadas nos bastidores com relação ao pleito deste ano. Aliados do governo também aguardam o desenrolar dos fatos e a decisão que o governador Siqueira Campos tomará para viabilizar a tão cogitada candidatura do seu filho, ex-senador Eduardo Siqueira Campos.

Um dos aliados mais próximos e antigos do atual governo, deputado federal Eduardo Gomes (SDD) afirmou ao Conexão Tocantins nesta quinta-feira, 16, que o governador é quem comanda o grupo e que todas as definições advém dele. Neste sentido o deputado não descartou a possibilidade de uma candidatura do governador ao Senado. “ O governador pode ser candidato à reeleição ou ao Senado afinal ele está ativo. Se ele for candidato ao Senado serei o primeiro a apoiá-lo”, disse.

Esta semana em entrevista ao Conexão Tocantins o governador disse que ainda não é o momento de falar sobre seu futuro político mas afirmou que o seu governo está sendo um fardo.

A possibilidade do governador renunciar e disputar o Senado é real, na opinião de Gomes. “ É natural considerar uma possível candidatura dele ao Senado”, disse completando que Siqueira não brinca com eleição.

Nos bastidores a pretensão de Gomes também seria o Senado, como ele já chegou inclusive a dizer algumas vezes mas ele frisou que não tem cargo definido ainda para disputar e minimizou  a preferência pelo Senado. “ Sempre tive minha forma de trabalhar, ampliei o número de prefeitos que apóiam meu trabalho, fui um dos fundadores do Solidariedade e estou preparado para qualquer cargo que seja convocado. Meu nome está á disposição do grupo”, disse.

O deputado ainda alfinetou a senadora Kátia Abreu (PMDB). “Essa característica de candidatura imposta com trejeitos de arrogância e prática de invasão de diretórios não é comigo e sim com outra integrante da bancada federal do Estado”, alfinetou.

Solidariedade

O Solidariedade, mesmo sendo recém-criado, já tem 42 prefeitos, oito deputados estaduais, um senador e quase 300 vereadores e tem grandes chances de  indicar uma vaga na majoritária. Nesta quarta-feira, 15, o presidente da Assembleia Legislativa e presidente regional do SDD admitiu ao Conexão Tocantins que quer ser vice de Eduardo Siqueira.