Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado Ângelo Agnolin (PDT-TO) apresentou uma Indicação ao Ministério da Justiça, em que sugere a necessidade da criação de postos itinerantes especializados para atender torcedores vítimas de violência durante ou após as partidas de futebol.

O deputado decidiu apresentar a proposta após a imprensa publicar o aumento de brigas envolvendo torcidas dos clubes de futebol brasileiros. O deputado citou que, segundo a mídia brasileira, o fato ocorrido em Santa Catarina, em dezembro último, na partida realizada entre o Atlético Paranaense e o Vasco da Gama do Rio de Janeiro, o conflito deixou quatro torcedores feridos, com três em estado grave.

“Infelizmente, esse triste episódio não passou despercebido e gerou muita repercussão negativa na imprensa internacional. Na Espanha, o jornal El País cita a “barbárie no Brasil” e relata que quatro torcedores ficaram feridos após a confusão. O português Record fala de “filme de terror nas bancadas no Atlético-PR e Vasco” e “imagens arrepiantes no país do Mundial de 2014″, ressaltou.

O deputado fala ainda da publicação do jornal ‘O diário argentino Olé’ – conhecido por criticar o Brasil em diversas ocasiões -, que ironiza o acontecido com a manchete “selvageria mundial”, também fazendo alusão ao fato de que o Brasil vai sediar a Copa do Mundo no ano que vem.

Agnolin sugere também, que seja incentivada a abertura de postos policiais nos principais estádios das Regiões Metropolitanas; elaborados critérios para avaliação dos casos realizados pelas polícias estaduais; e, rigidez na fiscalização nos pontos de acessos das principais arenas.