Bastidores

Foto: Divulgação

O evento foi do Partido dos Trabalhadores na sexta-feira, 24, quando empossou seu novo presidente estadual, mas até hoje um gesto repercute negativamente sobre um fato que ocorreu na ocasião: a saída do pré-candidato do PP ao Governo do Estado, Roberto Magno Martins Pires no meio do evento. Pires chegou, compôs mesa, assim como o correligionário e prefeito de Palmas, Carlos Amastha e o presidente regional do PP, deputado federal Lázaro Botelho e outros representantes petistas, mas no meio do evento o ex-presidente regional do PT, Donizeti Nogueira avisou no microfone que Pires teria que deixar o evento pois tinha que ir embora para sua residência em Goiânia/GO, num voo fretado.

Um petista influente na cúpula do partido chegou a comentar que a saída foi deselegante já que o PT é forte aliado do PP para a eleição de outubro no Estado.

A saída gerou comentários entre representantes do PT já que Pires mesmo sendo pré-candidato foi ao evento mas nem sequer se pronunciou aos militantes do partido e representantes sindicais e de movimento que lotaram o auditório na Assembleia Legislativa do Tocantins. A postura do empresário foi analisada também como um sinal de que ele precisa, segundo comentaram algumas pessoas presentes no evento, assumir um perfil mais político.