Palmas

Foto: Valério Zelaya

Durante inauguração do Sistema Elo (conectores de embarque) do Aeroporto de Palmas Brigadeiro Lysias Rodrigues, nesta quinta-feira, 6, o prefeito de Palmas, Carlos Amastha, ressaltou a importância da acessibilidade que o sistema oferece e considerou como uma ação de destaque para atrair mais investimentos para  à capital.

“A instalação deste sistema é uma conquista para todos. Para nossa Capital, vai permitir a atração de novas empresas, e fazer junção às ações voltadas ao desenvolvimento da cidade”, garantiu Amastha.

O evento foi realizado pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) e contou com a presença do presidente da Infraero, Gustavo do Vale, do ministro de Estado, chefe da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, Moreira Franco e do secretário Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Antônio José Ferreira, além de autoridades estaduais.

Passageiros

O presidente da Infraero explicou a comodidade e segurança que será proporcionada aos passageiros. “O principal objetivo é oferecer aos nossos passageiros as condições de chegar ao embarque nas melhores condições com maior conforto e segurança”, ressaltou Vale.

Já o ministro chamou atenção para a questão da acessibilidade.  “É resultado do esforço do Governo Federal e Infraero no sentido de estar à disposição para atender todos os brasileiros e vivemos numa sociedade onde a diversidade e as diferenças são inúmeras e é necessário oferecer conforto e atender todos nossos passageiros”, afirmou o ministro Moreira Franco.

As deputadas federais Mara Gabrilli de São Paulo e Rosinha da Adefal de Alagoas, ambas cadeirantes, também estiveram presentes no evento e falaram da importância da acessibilidade e mobilidade para portadores de necessidades especiais. As deputadas lembraram ainda das dificuldades encontradas no Aeroporto de Brasília por falta de condições de acessibilidade.

“É direito de todo cidadão ter condições de se locomover e é lamentável a situação que encontramos no vôo em que embarcamos para Palmas por não ter condições de acessibilidade. A realidade com o sistema Elo nos permite ter nossos direitos respeitados”, ressaltou Rosinha.

Investimento

O empreendimento chegou a ser anunciado em reunião realizada no mês de novembro entre o prefeito e o superintendente regional Centro Oeste da Infraero, Luiz Gustavo Schild. Na ocasião, o superintendente ressaltou que Palmas é a primeira cidade brasileira a receber o sistema ELO - conectores climatizados que leva o passageiro da sala de embarque até o avião. A implantação da estrutura representa um investimento de cerca de R$ 6 milhões.

O presidente da Infraero explicou o motivo de Palmas ter sido escolhida a primeira cidade a receber o Sistema Elo. “Era preciso que fosse escolhida uma Capital e Palmas atender todas as condições e nada melhor que esta cidade que também é origem de um sonho de muitos tocantinenses”, destacou. (Secom Palmas)