Palmas

Foto: Divulgação

Os agentes de Endemias do Centro de Controle de Zoonoses iniciaram nesta segunda-feira, 10, o Levantamento de Índice Rápido do Aedes Aegypti (Liraa). O principal intuito é fazer um levantamento rápido em toda capital dos índices de manifestações de dengue em um plano amostral.

De acordo com o técnico do CCZ, Ronaldo Oliveira, para a realização do Liraa os agentes visitarão todas as regiões de Palmas fazendo uma coleta rápida de amostras nas residências. A coleta é feita em uma semana, em residências selecionadas através de um sistema de amostra.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Liraa é um mapeamento rápido dos índices de infestação por Aedes Aegypti com a finalidade de identificar os criadouros predominantes e a situação de infestação do município. O mapeamento permite o direcionamento das ações de controle para as áreas mais críticas.

Como é realizado

O município é dividido em grupos de imóveis com características semelhantes. Em cada grupo, também chamado estrato, são pesquisados 450 imóveis. Os estratos com índices de infestação predial inferiores a 1% estão em condições satisfatórias. De 1% a 3,9%, estão em situação de alerta. Superior a 4%, há risco de surto de dengue (Ministério da Saúde/Secom Palmas)