Polí­tica

Foto: Divulgação

As eleições estão chegando e os partidos já se mobilizam em torno de seus projetos políticos. Um dos ex-governadores do Estado e atual prefeito de Paraíso do Tocantins, Moisés Avelino analisou o cenário ao Conexão Tocantins e falou do perfil ideal para o próximo governador do Estado.

Na eleição de 2010 Avelino não apoiou o candidato do partido à reeleição, ex-governador Carlos Gaguim, e ficou do lado do atual governador Siqueira Campos (PSDB). Indagado pelo Conexão Tocantins se para o pleito deste ano também poderá apoiar o grupo do governador ele frisou que ainda não definiu seu candidato.

“Naquela eleição tomei uma posição pessoal mesmo o Siqueira sendo meu adversário de 30 anos, na minha opinião, naquele momento ele era a melhor opção”, frisou. Avelino, mesmo sendo um prefeito que tem bom relacionamento com o Palácio Araguaia frisou que não conversou sobre política com o governador. “Nunca conversei política com ele. Não tenho nenhum compromisso com ele”, frisou.

Avelino disse considerar remota a possibilidade de uma reeleição do governador. “Acho uma hipótese remota, não quero acreditar que o Siqueira vá para a reeleição mais, mesmo por causa da idade”, frisou.

PMDB

Com relação ao PMDB, Avelino disse que está longe das decisões da legenda. “Estou afastado das decisões do partido e muitos ainda me olham atravessado por causa da minha posição que tomei na eleição passada”, frisou.

O ex-governador não quis citar nomes que acha ter condições para disputar o governo. “É difícil de falar por isso não vou citar nenhum nome mas o partido tem com certeza muitos nomes”, disse. Avelino chegou a ir em Brasília algumas vezes acompanhando o grupo intitulado "Autênticos" mas mesmo assim não quis citar nenhum nome como favorito.

O prefeito foi taxativo: “ Eu posso apoiar o candidato do PMDB mas só se for alguém que eu não tenha restrição”, disse, sem citar nomes. O ex-governador disse que só vai defender o nome para Governo de quem ele acredita que tem capacidade para ser gestor.