Estado

Foto: Divulgação

 O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Defesa Social (Seds), reuniu na manhã da ultima terça-feira, 25, diversos parceiros no enfrentamento da violência contra crianças e adolescentes, no intuito de, conjuntamente, intensificar as atividades voltadas á proteção deste público durante o carnaval.

O momento foi conduzido pela assistente social da Seds, Salete Oliveira de Castro, que lembrou que todo o País se une nesta mesma intenção e anunciou que a equipe técnica da pasta realizará panfletagens com material preventivo na rodoviária e no aeroporto de Palmas, e que já veiculam em emissoras de rádio e televisão, o vídeo e o spot da campanha nacional, disponibilizados pelo Governo Federal. Acrescentou ainda, que o material criado pelo Governo do Estado para coibir a violência infantil já foi encaminhado a alguns órgãos e municípios.

A secretária Executiva da Seds, Paula Moura explicou que a campanha é nacional, mas terá seu desenvolvimento em cada Estado. “Sabemos que é tarefa do Estado e dever de todos. Como cidadãos, temos que cuidar das nossas crianças”. Servidores da Pasta já visitaram alguns municípios do Tocantins, no intuito de intensificar as atividades de proteção às crianças e adolescentes.

Presente na reunião, o Cel. Messias, da PM/TO sugeriu que as panfletagens ocorram também em shoppings e em Taquaruçu. A delegada de Proteção da Criança e do Adolescente, Maria Ribeiro de Sousa Neta lembrou que no período de carnaval, em Palmas, duas centrais de flagrantes, uma na Avenida Teotônio Segurado e outra no Jardim Aureny IV, estarão à disposição da população. “O abuso sexual, além de trazer transtornos psicológicos para a criança e o adolescente, dificulta e influencia também na aprendizagem da criança e do adolescente, trazendo repetição de ano e traumas psicológicos”. Segundo a Delegada, ano passado, foram registrados em média 60 casos na Capital, estando em primeiro lugar casos de lesões corporais, os maus tratos; em segundo lugar a violência doméstica e em terceiro, crimes sexuais.

Magda Valadares, diretora de Ações sobre Drogas da Seds, informou aos presentes que também serão disponibilizados, principalmente a bares e locais de lazer, cartazes que ressaltam a criminalização da venda de bebida alcoólica a menores. 

Estiveram também na reunião, representantes da Infraero, Corpo de Bombeiros, Sumudh (Prefeitura de Palmas), Adtur, Dirue, Samu, Gerência de Urgência e Emergência e equipe técnica da Seds. (Secretaria de Defesa Social)