Estado

Foto: Divulgação

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Defesa Social, iniciou uma série de cursos de formação, voltados a aproximadamente 290 servidores responsáveis pelo atendimento das medidas socioeducativas nas Unidades do Sistema Socioeducativo do Tocantins.  

O Curso de Formação para Operadores do Sistema Socioeducativo é ministrado em 16 horas/aula, para cada turma, e teve início nesta quarta-feira, 30, em Palmas, no Auditório do Procon. Participam dessa primeira etapa 18 servidores que atuarão na Unidade Socioeducativa de Semiliberdade Feminina, na Capital.

A formação é dividida em quatro módulos e aborda desde as políticas públicas voltadas à garantia dos direitos da criança e do adolescente; etapas de atendimento no sistema socioeducativo; escolarização, profissionalização, saúde, escola, lazer, segurança no sistema, entre outros temas. “Esse curso é para aperfeiçoar profissionalmente os servidores que atuam junto aos adolescentes em conflito com a lei e formar aqueles que começarão a trabalhar agora no sistema”, destaca Claudemir Prevital, diretor da Criança e do Adolescente e Sistema Socioeducativo da Seds.

Representando o secretário de Defesa Social, na abertura do curso, a secretária executiva da Seds, Paula Moura falou sobre a responsabilidade que esses novos servidores enfrentarão em suas funções. “Este é um curso completo, que fornecerá a todos vocês o alicerce necessário para garantir o bom desempenho do seu trabalho. Este é um serviço que não é fácil e exige dedicação e responsabilidade no exercício de suas atribuições, sobretudo, na promoção dos direitos dos adolescentes em conflito com a lei”, destacou.

Em Palmas, os cursos, ainda, serão ministrados aos servidores da Unidade de Semiliberdade Masculina, Centro de Internação Provisória Central e Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Palmas, nos dias 15, 16, 17 e 18 de agosto. Em Gurupi, envolve os socioeducadores da Unidade de Semiliberdade e Centro de Internação Provisória – Sul, entre os dias 2 e 5 de setembro. Por fim, em Araguaína, para os servidores da Unidade de Semiliberdade e Centro de Internação Provisória – Norte, entre os dias 16 e 19 de setembro.

O curso é ministrado pelos servidores Auricélia Maria da Cruz e Silva Moreira, socióloga e coordenadora de Articulação e Políticas de Inserção da Seds; Maria Aparecida Costa, assistente social; Salete de Castro, assistente social; e Wuesley Ferreira Felix, pedagogo. 

Unidade Socioeducativa de Semiliberdade Feminina

A Unidade funciona no setor Jardim Taquari, em Palmas, e tem capacidade de 20 vagas. Receberá, inicialmente, apenas uma socioeducanda, a partir do mês de agosto. A casa é voltada ao atendimento de socioeducandas que cumprem regime de semiliberdade. 

O Sistema é composto por oito unidades no Estado, sendo a capacidade total de 206 vagas e a ocupação atual de 168 socioeducandos. Deste total, 158 são do sexo masculino e 10 do sexo feminino.https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif (Ascom Seds)