Saúde

Foto: Divulgação

Um funcionário de uma USF (Unidade de Saúde da Família) de Palmas, informou ao Conexão Tocantins na manhã desta quarta-feira, 26, que não só na unidade em que trabalha, mas também em outras Unidades de Saúde da Família e Unidades de pronto atendimento, estão faltando remédios e insumos, inclusive luvas e até esparadrapos. " A falta tem sido recorrente por aqui e além de comprometer a nossa segurança no caso das luvas mostra a fragilidade do sistema de saúde municipal já que até esparadrapo está faltando", frisou.

A falta de medicamentos, como por exemplo, benzetacil e outros antiflamatórios estaria dificultando o atendimento a vários pacientes.

Procurada pelo Conexão Tocantins a Secretaria Municipal da Saúde informou que já foram finalizados processos licitatórios para aquisição de medicamentos e insumos, e, segundo a secretaria, algumas das empresas vencedoras já começaram a fornecer os medicamentos.

A secretaria ainda informou que em um desses processos licitatórios, a empresa vencedora desistiu e a segunda colocada estaria sendo contratada. “A Semus estima que em 15 dias, o abastecimento de todas as Unidades de Saúde da Família (USFs) e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) esteja regularizado”, pontua a secretaria.

Remédios vencidos

Recentemente no estoque regulador do Estado, onde ficam armazenados os medicamentos comprados com o dinheiro público foram encontrados centenas de medicamentos vencidos e misturados a outros que estavam dentro da validade.

Medicamentos, latas de leite largadas, luvas, toucas, frascos de soro fisiológico e pilhas de fraudas, alguns vencidos outros não.