Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado estadual do PSB, Ricardo Ayres afirmou durante entrevista ao Conexão Tocantins que o partido  tende mesmo a fazer composição com o grupo do governador Siqueira Campos. Ele, que deixou os quadros do PMDB recentemente, vai fortalecer a base do governo já que o titular da vaga, deputado do PPS, Manoel Queiroz que tirou licença por motivos de saúde é oposição ao governo.

 Queiroz passará por uma cirurgia no pé e garantiu que não fez nenhum acordo político com o governo ele garante que continua firme na oposição.

 Nacionalmente o PSB se articula para tentar lançar uma possível candidatura do procurador Mario Lucio Avelar ao governo do Estado mas Ayres diz que a tendência e vontade da legenda no Tocantins é seguir com o governo. “ O procurador Mario Lucio é bem-vindo mas a posição do PSB é caminhar junto com o governo. Qualquer candidatura no partido é bem-vinda mas tem que ser discutida com todos”, frisou.

 Sobre a possibilidade do PSB nacional conseguir emplacar o nome de Avelar o deputado disse que “Ele não é bem-vindo mas não se pode discutir candidatura já que ele nem é filiado ao partido”, afirmou. Em entrevista ao Conexão Tocantins Avelar disse que quer ser candidato para acabar com a corrupção no Tocantins e dar uma nova alternativa para a população.

 Questionado sobre qual seria o nome do governo para disputar a cabeça de chapa, já que começou a ser cogitada a possibilidade de reeleição de Siqueira, ele disse que há uma facilidade maior para Eduardo Siqueira ser candidato. “Certamente ele tem mais apoio dos prefeitos”, disse.

 Relação com Marcelo

 Ayres sempre foi aliado político e compôs o governo do ex-governador Marcelo Miranda mas hoje caminha em grupo diferente. Ele frisou que tem admiração pelo ex-governador mas que em razão da divisão no PMDB teve que buscar outro rumo.