Estado

Foto: Divulgação

O Detran-TO resolveu, por meio da portaria de número 53, prorrogar por mais 30 dias o prazo para que os Centros de Formação de Condutores (CFCs) do Estado possam solicitar junto ao órgão o seu recredenciamento. O prazo final estava previsto para esta sexta-feira, 28.

Em decorrência da nova decisão o órgão prorrogou também a validade dos alvarás dos CFCs, diretores e instrutores no sistema DetranNet até o dia 30 de abril de 2014.

O diretor geral do Detran-TO, coronel Júlio César da Silva Mamede, explicou que a medida foi tomada para que as empresas tenham um tempo maior para dar entrada na documentação, evitando assim que tenham seus alvarás cassado. “O nosso objetivo maior é recredenciar os CFCs dentro da legalidade, para que possam oferecer um serviço de qualidade ao cidadão tocantinense”, explicou.

Mais rápido

A partir deste ano o processo de recredenciamento se tornou notavelmente mais ágil. O coordenador de credenciamento do Detran-TO, Fábio Ruiz, explica: “Graças ao trabalho de credenciamento junto aos CFCs, executado em 2013, neste recredenciamento foi possível diminuir o volume de documentos solicitados”.

Mais informações

Para se informar sobre a documentação e os procedimentos exigidos no processo de recredenciamento junto ao Detran-TO basta acessar o site do órgão no endereço: www.detran.to.gov.br. Na página estão especificadas todas as exigências do processo. Vale ressaltar que os CFCs que não se recredenciarem estarão impossibilitadas de atuar no Estado do Tocantins.

Legalizados

Atualmente todos os 128 CFCs do Estado do Tocantins estão em situação de total legalidade de acordo com a resolução 358 do Cotran (Conselho Nacional de Transito). Além de assegurar a legalidade da instituição de ensino, o credenciamento garante a qualidade e dá credibilidade ao CFC. O que é traduzido numa melhor formação dos condutores tocantinenses e de um trânsito mais seguro. (Ascom Detran)