Geral

Foto: Antônio Gonçalves

No domingo, 02, o supervisor de Trânsito, Klebio dos Santos Braga, contabilizou que foram abordados cerca de 230 veículos, aplicados 27 testes de bafômetro, registrando uma infração de alcoolemia e uma recusa. A operação Lei Seca é caracterizada como educativa e punitiva e não tem local fixo.

O secretário de Segurança, Defesa Civil e Trânsito, Claudemir Portugal, afirmou que o efetivo é capacitado para realizar blitz em qualquer lugar da cidade e a abordagem pode ser feita em qualquer local ou circunstância. “Contamos ainda com o apoio do Detran, que está distribuindo material educativo e todas essas medidas preventivas e punitivas são necessárias para dar mais segurança para a população”, disse.

O agente tático, Antônio Adenonio, foi abordado na blitz, fez o teste do bafômetro e não acusou nenhum índice de álcool no sangue. “Eu tenho consciência do risco de acidentes que o álcool propicia, principalmente nesta região de Taquaruçu. Sou o motorista da vez”, frisou.

Outro condutor parado na blitz foi o estudante Arthur de Paula, que dirigia sem portar carteira de habilitação, situação em que o jovem precisou solicitar outra pessoa habilitada para conduzir o veículo, além de ser autuado. “Fica a dica para os foliões conferirem a documentação antes de sair de casa”, comentou. (Secom Palmas)